“É Deus mamãe”: o retorno

Lembra do post “É deus mamãe” onde um rapaz fica eufórico por ter visto um “redimunho” quase invisível? Pois ééé… Agora ele finalmente conseguiu ter um encontro com Deus: um “redimunho” que até a mamãe duvidaria…

Olha o FURACÃO minha gente! Só pode ser Deus mamãe, só pode… Ateus, expliquem essa: se Deus não existe, como um furacão desse tamanho pode acontecer em Goiás?

Depois dessa está na hora de você voltar pra igreja.

Comentários
Ore Conosco!

Atenção! Os comentários do site são via Facebook, se quiser gritar algo, esteja logado! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor.

Mais posts

Carregar mais posts