ago.13
30

Jogos de videogame que formaram meu caráter

comentários 0 ns.buzz

Pra comemorar o Dia do Blog (31/08), o Não Salvo foi convidado pra escrever sobre uma paixão que move o blog. Como vcs sabem, “movimento” não é muito o meu forte então decidi falar sobre a minha paixão mais “movimentada”, o unico esporte em que eu ainda levo jeito: videogame!

Não quero entrar na questão da rivalidade entre os gamers antigos e os novos, é claro que as novas plataformas pra jogar online são cheias de gráficos mais realistas que a propria vida real (tem moleque que diz que a jogabilidade da vida nunca vai ser tão boa quanto a do novo “Call Of Qualquer Coisaship” lutando contra terroristas aliens dinossauros zumbis russos), maaasss.. quem viu o começo dessa história lá nos anos 80-90 como eu certamente pensa em algo com muito menos bits quando ouve a palavra “videogame”..

Com tantos jogos hj em dia que colocam um virjão de 11 anos no papel de mercenário paramilitar, assassino escalador de paredes ou chefão do crime organizado num gueto americano, não é muita surpresa que toda vez que acontece um crime bizarro a imprensa caia matando em cima dos games.. Antigamente se acontecesse a mesma coisa o Datena e o Marcelo Rezende só iam poder acusar os videogames se a nova geração saisse por ai assassinando tartarugas de macacão e bigode.

Pra falar a verdade o maior exemplo de violência por causa de games que eu vi na minha época de moleque foi um vizinho nerd que ficou tão feliz quando ganhou um Atari de presente do pai que jogou a caixa pra cima e acabou tendo que ir tomar uns pontos no hospital pq o trambolho (na época era mais pesado ainda) caiu no meio da testa rachando a cara (e o Atari) desse meu vizinho..

Em homenagem a essa época em que os jogos eram inocentes e divertidos, trago a minha lista com o TOP 5 games que construíram o meu caráter:

1. Super Mario World
É óbvio que o game top top da balada da minha vida não é só o meu preferido, mas de quase todo mundo de bem que conheço. Eu divido meus amigos no fêice e círculos no google plus (mentira eu nem uso isso, na vdd ninguem usa isso..) entre “Zerou Super Mario” e “Não Zerou Super Mario”, pra poder saber com quem estou lidando. Eu poderia ficar horas aqui falando das muitas lições que o encanador de bigodes deixou, mas ao invés disso prefiro zerar o jogo mais uma vez, o que me garante mais emoção que qualquer disputa online cheia de BR BR e hangloose duplo em pé. E só pra humilhar todos os outros jogos da historia do mundo em duas palavras: trilha sonora.

2. Double Dragon
Esse tb foi um clássico das plataformas antigas, tinha pra Atari, Master System, Mega Drive, SNES…. mas a dúvida mesmo era entre escolher o Billy ou o Jimmy Lee pra sair pelas ruas dando porrada nos piores maus-elementos da gangue que raptou sua namorada. Foi esse jogo que me ensinou que encarar bandidos com uma arma não é uma boa ideia se o meliante pode te desarmar com um soco e usar contra vc. E tb que mulheres de salto alto e chicote podem tirar mais sangue que qualquer gordão mal-encarado.

3. Top Gear
Eu aposto que vc mal leu o nome do jogo e já começou a tocar o comecinho do tema da fase Las Vegas na sua cabeça…. Não tenha vergonha, a musiquinha é um clássico dos eletrônicos (ate o Daft Punk deve ter gravado uma versão). Apesar de eu não ter carteira de motorista até hj o jogo foi meu maior centro de formação de condutores e quem duvida é só me jogar no volante de um “Cannibal” vermelho pra ver se eu não saio soltando NITRO e ultrapassando geral..

4. Sonic, The Hedgehog
Como sou #TeamSNES demorei um pouco pra curtir o porco-espinho da Sega, mas tb tive meus momentos. Lembro de me achar o maior hacker do bairro quando comprei uma daquelas revistinhas de dicas que mostrava todas as vidas escondidas em todas as fases, ou quando usava a raposinha imortal pra pegar as paradas e matar os inimigos impossíveis.. Mas nada se compara ao dia em que eu descobri com um amigo o macete que abre todas as fases e libera o Super Sonic Sayajin!!

5. International Superstar Soccer
Claro que a lista não ia acabar sem a maior pérola do futiba brasileiro dos videogames. O ISS foi o primeiro game de futebol que realmente parecia um pouco mais com futebol de vdd e deixou os concorrentes bizarros pra trás por anos e anos. A coisa era tão sofisticada pra época que dava pra escolher até o tipo do gramado e a cor da pele do juiz (quando ele não era um cachorro), mas o que marcou a história mesmo foi a suprema habilidade, talento, ginga e malemolência dele (!!), o maior artilheiro de todos os tempos: o mito, a lenda, o craque da seleção canarinho de pixels….. Allejo!

Bom, acho que é isso.

Da época das aventuras infantis da Turma da Mônica copiando o Alex Kidd no Master System (sdds jokenpô contra o chefão) até as aulas matadas na lanhouse pra jogar CS (go go go!) passando por muitos porradeiros sangrentos no Mortal Kombat (FINISH HIM!) esses 5 games ai em cima foram os que verdadeiramente me fizeram descobrir os mistérios da vida – e talvez sejam os culpados por eu ser esse adulto meio esquisito hj em dia…… ;)

E vc fiel leitor, qual a paixão que te move? Se tem algum game que formou o seu caráter ou qualquer outra lembrança pra derramar o balde da nostalgia deixe o seu depoimento ai nos comentários!!

ns.buzz
0
Atenção! Os comentários do blog são via Facebook, se quiser gritar algo, esteja logado! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e agora a porra ficou séria: comentários racistas, homofóbicos e filhos da puta sem costume em geral poderão ser denunciados por outros usuáros e você perderá sua conta ou será caçado por aborígines comedores de ânus (sim, qualquer uma das opções pode acontecer).
ago.13
30

Jogos de videogame que formaram meu caráter

comentários 0 ns.buzz

Pra comemorar o Dia do Blog (31/08), o Não Salvo foi convidado pra escrever sobre uma paixão que move o blog. Como vcs sabem, “movimento” não é muito o meu forte então decidi falar sobre a minha paixão mais “movimentada”, o unico esporte em que eu ainda levo jeito: videogame!

Não quero entrar na questão da rivalidade entre os gamers antigos e os novos, é claro que as novas plataformas pra jogar online são cheias de gráficos mais realistas que a propria vida real (tem moleque que diz que a jogabilidade da vida nunca vai ser tão boa quanto a do novo “Call Of Qualquer Coisaship” lutando contra terroristas aliens dinossauros zumbis russos), maaasss.. quem viu o começo dessa história lá nos anos 80-90 como eu certamente pensa em algo com muito menos bits quando ouve a palavra “videogame”..

Com tantos jogos hj em dia que colocam um virjão de 11 anos no papel de mercenário paramilitar, assassino escalador de paredes ou chefão do crime organizado num gueto americano, não é muita surpresa que toda vez que acontece um crime bizarro a imprensa caia matando em cima dos games.. Antigamente se acontecesse a mesma coisa o Datena e o Marcelo Rezende só iam poder acusar os videogames se a nova geração saisse por ai assassinando tartarugas de macacão e bigode.

Pra falar a verdade o maior exemplo de violência por causa de games que eu vi na minha época de moleque foi um vizinho nerd que ficou tão feliz quando ganhou um Atari de presente do pai que jogou a caixa pra cima e acabou tendo que ir tomar uns pontos no hospital pq o trambolho (na época era mais pesado ainda) caiu no meio da testa rachando a cara (e o Atari) desse meu vizinho..

Em homenagem a essa época em que os jogos eram inocentes e divertidos, trago a minha lista com o TOP 5 games que construíram o meu caráter:

1. Super Mario World
É óbvio que o game top top da balada da minha vida não é só o meu preferido, mas de quase todo mundo de bem que conheço. Eu divido meus amigos no fêice e círculos no google plus (mentira eu nem uso isso, na vdd ninguem usa isso..) entre “Zerou Super Mario” e “Não Zerou Super Mario”, pra poder saber com quem estou lidando. Eu poderia ficar horas aqui falando das muitas lições que o encanador de bigodes deixou, mas ao invés disso prefiro zerar o jogo mais uma vez, o que me garante mais emoção que qualquer disputa online cheia de BR BR e hangloose duplo em pé. E só pra humilhar todos os outros jogos da historia do mundo em duas palavras: trilha sonora.

2. Double Dragon
Esse tb foi um clássico das plataformas antigas, tinha pra Atari, Master System, Mega Drive, SNES…. mas a dúvida mesmo era entre escolher o Billy ou o Jimmy Lee pra sair pelas ruas dando porrada nos piores maus-elementos da gangue que raptou sua namorada. Foi esse jogo que me ensinou que encarar bandidos com uma arma não é uma boa ideia se o meliante pode te desarmar com um soco e usar contra vc. E tb que mulheres de salto alto e chicote podem tirar mais sangue que qualquer gordão mal-encarado.

3. Top Gear
Eu aposto que vc mal leu o nome do jogo e já começou a tocar o comecinho do tema da fase Las Vegas na sua cabeça…. Não tenha vergonha, a musiquinha é um clássico dos eletrônicos (ate o Daft Punk deve ter gravado uma versão). Apesar de eu não ter carteira de motorista até hj o jogo foi meu maior centro de formação de condutores e quem duvida é só me jogar no volante de um “Cannibal” vermelho pra ver se eu não saio soltando NITRO e ultrapassando geral..

4. Sonic, The Hedgehog
Como sou #TeamSNES demorei um pouco pra curtir o porco-espinho da Sega, mas tb tive meus momentos. Lembro de me achar o maior hacker do bairro quando comprei uma daquelas revistinhas de dicas que mostrava todas as vidas escondidas em todas as fases, ou quando usava a raposinha imortal pra pegar as paradas e matar os inimigos impossíveis.. Mas nada se compara ao dia em que eu descobri com um amigo o macete que abre todas as fases e libera o Super Sonic Sayajin!!

5. International Superstar Soccer
Claro que a lista não ia acabar sem a maior pérola do futiba brasileiro dos videogames. O ISS foi o primeiro game de futebol que realmente parecia um pouco mais com futebol de vdd e deixou os concorrentes bizarros pra trás por anos e anos. A coisa era tão sofisticada pra época que dava pra escolher até o tipo do gramado e a cor da pele do juiz (quando ele não era um cachorro), mas o que marcou a história mesmo foi a suprema habilidade, talento, ginga e malemolência dele (!!), o maior artilheiro de todos os tempos: o mito, a lenda, o craque da seleção canarinho de pixels….. Allejo!

Bom, acho que é isso.

Da época das aventuras infantis da Turma da Mônica copiando o Alex Kidd no Master System (sdds jokenpô contra o chefão) até as aulas matadas na lanhouse pra jogar CS (go go go!) passando por muitos porradeiros sangrentos no Mortal Kombat (FINISH HIM!) esses 5 games ai em cima foram os que verdadeiramente me fizeram descobrir os mistérios da vida – e talvez sejam os culpados por eu ser esse adulto meio esquisito hj em dia…… ;)

E vc fiel leitor, qual a paixão que te move? Se tem algum game que formou o seu caráter ou qualquer outra lembrança pra derramar o balde da nostalgia deixe o seu depoimento ai nos comentários!!

ns.buzz
0
  • Sua chance de jogar poker comigo e com o Ronaldo Fenômeno
  • Paul McCartney é barrado em festa porque o segurança não sabia quem ele era
  • Salve Jorge! O cara te dá carona num Porsche e ainda oferece feijoada!
  • Pegadinha: Dando presentes constrangedores pro chefe no amigo secreto
  • Amigo secreto do Não Salvo
  • Quase sexta feeeeeeira e ta chegando a black friday!
Atenção! Os comentários do blog são via Facebook, se quiser gritar algo, esteja logado! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e agora a porra ficou séria: comentários racistas, homofóbicos e filhos da puta sem costume em geral poderão ser denunciados por outros usuáros e você perderá sua conta ou será caçado por aborígines comedores de ânus (sim, qualquer uma das opções pode acontecer).