“É Deus mamãe”: o retorno

Lembra do post “É deus mamãe” onde um rapaz fica eufórico por ter visto um “redimunho” quase invisível? Pois ééé… Agora ele finalmente conseguiu ter um encontro com Deus: um “redimunho” que até a mamãe duvidaria…

Olha o FURACÃO minha gente! Só pode ser Deus mamãe, só pode… Ateus, expliquem essa: se Deus não existe, como um furacão desse tamanho pode acontecer em Goiás?

Depois dessa está na hora de você voltar pra igreja.

Mais posts

Carregar mais posts