O Papa não quer que você venda sua alma para ganhar likes

Com a invenção da internet e a popularização das redes sociais, a igreja precisou voltar suas preocupações para novos pecados que estão surgindo por aí…

Porém, os memes satanistas, ou as típicas correntes de “Quem gosta de Deus compartilha”, ainda não são exatamente o problema, o Papa Francisco está preocupado é com os jovens que fazem de tudo para ganhar likes…

Durante A Jornada Mundial da Juventude de 2018, o Pontífice declarou em seu discurso toda a sua angustia para com os millenials, que se comportam de uma maneira totalmente artificial nas redes sociais como o Twitter e o Facebook, somente com o claro objetivo de ganhar atenção em forma de curtidas e conquistar algum tipo de lugar na sociedade…

“Um medo profundo que existe em muitos de vós, é o de não ser amados, bem-queridos, de não ser aceites por aquilo que sois”, declarou o Papa. “Hoje, há muitos jovens que, na tentativa de se adequar a padrões frequentemente artificiais e inatingíveis, têm a sensação de dever ser diferentes daquilo que são na realidade.”

O recado ainda abrange quem fica usando filtros do Instagram ou o photoshop pra realçar sua beleza e acaba se tornando quase uma versão fake de si mesmo, ele continua:

“Fazem contínuos retoques das imagens próprias, escondendo-se por trás de máscaras e identidades falsas, até chegarem quase a tornar-se eles mesmos um ‘fake’, um falso. Muitos têm a obsessão de receber o maior número possível de apreciações. E daqui, desta sensação de desajustamento, surgem muitos medos e incertezas.”

Infelizmente o nosso querido presidente dos padres não informou se Deus preparou alguma punição para os que realizam esses feitos, talvez o maior castigo seja receber apenas as curtidas dos parentes…

Dica do fiel leitor Ronaldo P. que viu no The Enemy

Mais posts

Carregar mais posts